Thriller | The Girl Who Loved Tom Gordon de Stephen King

19:31


É das coisas mais bonitas que li nos últimos anos!


A primeira coisa que devo dizer é que a leitura deste livro não foi uma escolha lá muito racional. Estava num daqueles loops de Wikipédia - vocês sabem o que são - a ver da bibliografia de Stephen King, quando egocentricamente vi que ele tinha um livro cuja personagem principal se chamava Patricia. "Ó pá, qual ler o Stand primeiro qual quê, 'bora ler aquele que a personagem tem o meu nome". E sabem que mais? 


Trisha é uma rapariga que foi com a mãe e com o irmão fazer um trilho no Maine. Só que tem uma vontade repentina de ir esvaziar a bexiga e corre para fora do trilho, para o meio das árvores, bem escondida dos olhares dos caminhantes. Quando dá por conta está perdida apenas com a sua rádio, uma mochila com um ovo cozido e uma sandes e um pouco de água e uma bebida americana que nunca provei mas ela jura ser boa.


Nisto a moça tem a ideia brilhante de seguir o rio, porque aquilo tinha de desaguar em algum lado. Na sua viagem ao longo do rio vai encontrar uma criatura monstruosa - a que ela vai chamar o Deus dos Perdidos -  que a persegue mas que ela se está a borrifar para o assunto. Quando se tem fome e sede quer se lá saber de demónios e criaturas que nos querem comer.


Nisto começa a pedir ajuda a Deus que o seu pai chama de Subaudible. Que é um Deus que tudo ouve e nada faz. Embrenhado-se cada vez mais, o que lhe vale é o pequeno rádio que capta um jogo dos Red Sox no qual o seu jogador favorito, Tom 'Flash' Gordon estava a jogar. Durante os dias que se passam vai cada vez mais falar com Tom Gordon que parece mais verídico à medida que os dias se sucedem e as infecções e a fome adensam.


Durante um jogo, Trisha ouve que Tom Gordon marca e aponta para o céu agradecendo a alguém. É ao Deus do Tom Gordon que Patricia vai pedir ajuda naquela atribulada viagem.


Em relação ao autor já nada vos posso dizer. Sabem que eu tenho uma adoração pelos seus livros e defendo que ele não escreve terror. 
E esta história é tão bonita! É a história de uma rapariga de 8 anos que está perdida e procura Deus e alguém que a ajude. E o final! O final! Lacrimejei. 
A viagem do Homem pela vida é a perdida Trisha nos bosques. 
Quem somos, para onde vamos e no que acreditamos.


Não estava à espera que The Girl Who Loved Tom Gordon se tornasse num dos meus livros favoritos, mas, caramba! Que tiro.


Estou pronta para avançar para a Torre Negra que dizem ser uma das melhores viagens emocionais de King. 


Têm mesmo de ler este livro, além disse o monstro que Trisha vê na floresta é o mesmo que aparece em Samitério de Animais. Aproveitem para complementar a leitura com outra cena marada que aparece nas florestas. 






You Might Also Like

0 comentários

Afiliado

Membro

Professional Reader