A Rapariga no Comboio de Paula Hawkins

15:04

 

Nem sei por onde começar a contar-vos o quanto adorei esta leitura ! Um livro cheio de suspense, intrigas e mistério ! Ideal como leitura de Outono !


Rachel apanha todos os dias das 8h04 com destino a Londres, durante a viagem vai olhando pela janela do seu assento. Dá por conta que começa a conhecer as pessoas - que já dá nomes imaginários - as suas rotinas, as suas famílias. Um dia quando o comboio pára a um vermelho vê a rotina de um casal quebrada, algo não bate certo. Rachel decide investigar e vê-se presa numa teia de acontecimentos que irá mudar a sua vida por completo. Quem é esta rapariga no comboio? 


A história começa a desenrolar-se como um novelo, quanto mais puxamos a linha mais ficamos a saber. Desconfiamos de todas as personagens e fazemos teorias. O que aconteceu ? Quem está envolvido ? Quem é Rachel ? Ela é louca ? É. Não é. Definitivamente é. Talvez só seja do álcool. Não não pode ser. Hum, interessante
À medida que a história prossegue as páginas voam das nossas mãos cada vez mais rápido porque queremos saber o que aconteceu.


Todas as personagens têm problemas, a sério. A Rachel é uma confusão. A Megan, sabe-se lá o que se passou. A Anna não joga com o baralho todo. O Scott tem laivos sociopata. O Tom idem idem. Há personagens desequilibradas, outras que nos fazem duvidar e acima de tudo acreditar nelas. NÃO PODEMOS CONFIAR EM NINGUÉM. Não podemos confiar nos narradores nem nos que os rodeiam. É como se víssemos a história de vários pontos de vista embrenhando-nos cada vez mais na trama.
 

Nota-se um grande planeamento da autora, que está de parabéns, porque quem reler a obra vai encontrar todos os indícios que apontam para uma personagem em concreto. Uma leitura que não desilude um crossover entre Law and Order e Mentes Criminosas
Vai haver momentos em que só vos apetece dar um forte abanão às personagens - a Anna é tão idiota, coitada. - e dizer-lhes que estão certas ou erradas. Que fiquem ou que fujam. 


Se estavam como eu reticentes em ler porque era um bestseller e ah, hum, não sei pode não ser assim tãooo bom, deixem-se disso e corram já para a livraria ou biblioteca mais próxima !
Entrem neste thriller vertiginoso e juntem-se aos que acompanharam Rachel e as suas atribuladas viagens de comboio.

You Might Also Like

0 comentários

Afiliado

Membro

Professional Reader