| Série | Por Treze Razões - Porque é que a ferida de Clay não sara?

14:22


Comecei a ver 13 Reasons Why logo no dia de estreia na Netflix, acabei ontem uma das séries com mais propósito na actualidade. Perturbadora e crua, Por Treze Razões promete deixar-vos marca!



Numa escola secundária de uma pequena vila americana uma jovem de dezassete anos, Hannah Baker, suicida-se e deixa treze cassetes, cada lado dedicado a cada uma das pessoas que contribuíram para que ela tirasse a própria vida. 

Na série acompanhamos Clay, um dos seu colegas, quando lhe chegam as cassetes. Segredos são revelados e a vida de uma rapariga é posta a nu. O que aconteceu realmente a Hannah Baker?



Primeiramente, a premissa é fenomenal, baseada no livro homónimo, mostra temas duros como,abuso, depressão, suicídio e violação.  O que acontece na sociedade e porque razão as pessoas não agem ou como agem.


O argumento estava escrito divinalmente, com ênfase nos diálogos entre os adultos que estavam realmente fortes. De realçar uma cena específica em que a mãe de Hannah têm uma conversa sobre a filha num restaurante. A escrita foi arrebatadora. Um diálogo comovente. Uma actuação acutilante. Os actores conseguiram transmitir e interpretar temas pesados com mestria e elegância. 


Também a fotografia é deveras inteligente. O contraste e a vivacidade das cenas em que Hannah estava viva contrapondo com o presente obscuro e negro.


Já tenho ouvido muita gente a dizer que a ferida na cabeça de Clay - o rapaz está sempre a apanhar- demora tanto tempo a sarar, eis a minha interpretação: eu creio que Clay abriu a ferida no dia em que recebeu as cassetes, salvo erro. A morte de Hannah é para ele uma ferida aberta que não sara, um dia quando deixa as cassetes de lado, a ferida parece quase curada mas quando sobe um penhasco para descobrir mais, volta a bater com a cabeça e volta a jorrar sangue. Só no final Clay pode encerrar aquele capítulo e a ferida finalmente sara. Ou pode não ser nada disto e estar a soar como uma professora de literatura neste momento.


Interpretações profundas à parte, os temas abordados foram cuidadosamente transmitidos e mostrados ao público nas várias perspectivas das personagens. A constante oposição entre o que Clay pensava que se passava e o que Hannah sentia. A verdade da Hannah. É então possível ver os dois mundos, e como os outros se sentiam.


Uma série importante, desenganem-se se acham que é para os mais novos. É uma série para todos, com temas contemporâneos que devem ser reflectidos e acções que devem ser mudadas. Talvez nos permita começar a pensar mais nos outros e os outros em nós. Na verdade de cada um. Denunciar o que deve ser denunciado e ter coragem acima de tudo para viver. 


Uma série da qual já sabes o final mas nunca ficarás preparado. Obscura e crua promete fazer-te vê-la sem parar e ansiar por mais temporadas. Descobrir todos os segredos que foram deixados. Serão todos eles revelados?






You Might Also Like

0 comentários

Afiliado

Membro

Professional Reader