Porque é que Madison é melhor do que Rick?

12:49



Prometi trazer-vos artigos destes no início do ano e o prometido é devido!

SPOILERS da T3 

Admito que pode ser uma opinião impopular, mas a verdade é que Fear the Walking Dead se tem tornado uma revelação e superou, a meu ver, The Walking Dead.

A história começa com uma família que se vê deparada com uma pandemia zombie, e ao contrário de TWD exploramos o início do apocalipse zombie.  E é aqui no início que começa a ser mais interessante que TWD. Primeiro a série passa-se em L.A - onde os sonhos começam e morrem x) - tal como a maioria das pessoas que está a viver nessa cidade e procuram um novo começo, todas as personagens procuram um novo começo.


Madison (à esquerda na foto) procura reconstruir a sua família, tem um novo marido, Travis, o seu filho; e os dois filhos biológicos, Alicia e Nick. Cada um deles procura um recomeço, por exemplo, Nick era viciado em drogas e procura reorganizar a sua vida a partir do pilot e Alicia prepara-se para mudar de vida e ir para a faculdade. Todos procuram algo novo e é aí que tudo colapsa. A meu ver um melhor começo do que o triângulo amoroso de TWD, uma vez que conseguimos explorar cada personagem muito melhor em vez de partir para o drama.


Em TWD temos um líder assim que começa o pilot, em FTWD não há um líder inicial e estamos sempre a ver um conjunto de pessoas a empurrarem-se para a posição de líder. Por vezes achamos que é  Nick, Madison, Alicia ou Salazar (personagem que irá criar a ponte entre os dois sets da série.).
Seja como for é muito mais humana do que aceitar um líder imediato e vê-se uma evolução na personalidade de cada um, o que por vezes não é tão visível em TWD (tiraria Daryl e Carol da equação).


Em relação ao ambiente é original e acaba por se tornar numa série bilingue, uma vez que as nossas personagens irão cruzar a fronteira dos EUA com o México e acabamos por ter uma série passada em dois países. Aquela dúvida de como lidariam os outros países com a pandemia é de certa maneira respondida em parte com o caso mexicano. 
Salazar é um emigrante mexicano nos EUA que volta para o México com Madison e a família, criando uma ponte entre os dois países. É possível ver várias dinâmicas a trabalharem entre si e vemos como lidam os países com esta emigração - eu diria refugiados - para fugir do apocalipse. 
A série trata acima de tudo de assuntos na ordem do dia e aborda temas como fronteiras, migração, humanitarismo, igualdade de género... Não é que TWD não o abordasse temas interessantes, mas aborda-os numa perspectiva de início de século XX (uma vez que é baseada nos comics de Kirkman). Pelo que FTWD se torna mais pessoal e actual.Imagem relacionada

Eu diria que é uma história sobre ressentimentos e o que eles fazem ao Homem. Tal como em TWD o maior perigo não são os zombies, mas sim o Homem, e isso é tão bem explorado em FTWD. O que nos leva a Madison, que seja talvez das melhores personagens do universo TWD.
Primeiro, desafia o conceito de personagem principal clássica - porque creio que no final de contas seja Madison a líder. A uma mulher viúva (duas vezes), com dois filhos e uma data de problemas do passado. Madison é também a primeira personagem a matar um walker em FTWD.


Madison faz tudo pelos filhos (até matar), mas também faz tudo para ter a segurança e vida que quer. O que me leva a pensar que a Madison poderá tornar-se numa grande protagonista ou numa grande antagonista. Com colidir das duas séries já em 2018 poderemos ter a resposta mais cedo, mas de qualquer uma das formas Madison poderá desempenhar um papel importante no crossover. O season finale da temporada 3 provou isso mesmo, pelo que a única personagem que temos a certeza de que está vivinha da silva é a própria Madison. E o que fará alguém com um passado atribulado, uma data de mortes e quedas na vida, quando se encontra sozinha e com a certeza que os filhos morreram?
Enquanto Rick nos poderia dar uma resposta muito mais linear a este problema, Madison parece ser imprevisível. (RIP Troy)
Aliás, toda a série acaba por ser imprevisível, uma vez que temos personagens principais tão peculiares. Enquanto as linhas entre o bem e o mal estão tão bem delineadas em TWD aqui esse não é o caso, o que só torna tudo mais interessante.


Para além disso, e para não me extender muito mais, FTWD tem óptimos escritores, os episódios estão deveras bem escritos. Humor, terror, psicologia, suspense, estão pontilhados de tudo o que se pede a uma escrita brilhante. 

Se ainda vão viram esta série, a minha pergunta é: De que estão à espera? 


You Might Also Like

0 comentários

Afiliado

Membro

Professional Reader