Fantasia | A Muralha de Gelo de George R. R. Martin

10:47


Reviravoltas e surpresas! Finalmente posso dizer que acabei o primeiro livro de As Crónicas de Gelo e Fogo! Após ter lido a primeira parte em Setembro do ano passado, só agora pude voltar a mergulhar nesta obra de fantasia tão brilhante.


Enquanto o primeiro volume constrói o ambiente e as personagens, esta segunda parte move-as para um desfecho aterrorizador. Posso dizer que tive o privilégio de começar a ler esta saga sem nunca ter visto a série e de ter acabado o primeiro livro depois de a ter visto. Dá-nos uma excelente perspectiva da adaptação mas também nos permite ter a nossa própria concepção de personagens. 


A Guerra dos Tronos foi um livro que demorei a mergulhar nele, i.e, nas primeiras duzentas páginas quando Martin chutava um nome fica mais perdida que o Ben Stark ao atravessar a muralha. Em A Muralha de Gelo isso já não aconteceu, todas as personagens eram-me familiares, a empatia já tinha surgido e a leitura tornava-se muito mais tenebrosa. 


Os narradores deste livro são Bran, Sansa, Ned, Cat, Arya, Tyrion, Daenerys e Jon (acho que não me falta nenhum) e através deles vamos explorando o Norte e o Sul de Westeros. Um dos POVs mais interessantes é sem dúvida o de Sansa. Sansa começa como uma menina que acredita em canções e baladas épicas e acaba o livro com a sua noção da realidade completamente diferente. Este é um livro sobre perdas, as perdas que caracterizam cada um. Sansa perde a sua inocência, Bran perde o andar, Jon perde a sua ligação aos Stark, Ned perde a sua honra (e também outra coisa hahaha), Cat perde o amor da sua vida... É triste e poético ver como tudo se desmorona e reconstrói. 


Martin é também o rei do foreshadowing. Há uma cena num capítulo em que Ned chama Mindinho aos seus aposentos. Lord Baelish começa a rodar a adaga de Ned e entrega-lha com a ponta voltada para si. Há melhor foreshadowing? Por falar em Mindinho, das melhores e mais complexas personagens na trama. Com mais camadas do que na série é definitivamente uma das minhas personagens favoritas. Comparativamente à sua última cena com Ned achei que o seu comportamento diferia imenso da personagem televisiva. 


Bran também tem um POV surpreendente e com os capítulos mais belos no livro. Os seus sonhos e a maneira como aborda as situações torna-o num dos POVs mais fortes e importantes para a trama. Só Daenerys me deixou com o pé atrás, não sei se a rapariga anda baralhada ou sofre mesmo de síndrome de Estocolmo. 


De resto, creio que tem muito mais elementos fantásticos do que a série e que explora a questão dos Outros muito melhor, tornando a luta contra os mortos numa linha de trama muito mais interessante e fantástica. 
Mal posso esperar para acabar o próximo volume e seguir esta comovente e dançante história de Westeros!




PS.: Ah, alguém já reparou que Martin tem as melhores descrições de comida de sempre? Alguém também ficou com vontade de comer aquele lombo de porco com pele crocante? 






You Might Also Like

0 comentários

Afiliado

Membro

Professional Reader