Um comércio respeitável de Philippa Gregory

15:04

“Um romance sobre a ganância e a desumanidade que destruíram um continente.”

Neste livro somos transportados para o ano 1787, onde iremos conhecer os desejos gananciosos de uns e a miséria de outros. Philippa Gregory põe-nos assim diante de uma triste realidade.
Aqui iremos conhecer Josiah Cole que se casa com Frances Scott, um casamento de conveniência como era muito comum na época, que beneficiaria ambos. O pequeno negócio de família de Josiah, Cole & Sons, é gerido não só por ele mas pela sua irmã mais velha Sarah que, visto ser mulher, não é vista como líder da pequena empresa, apesar das suas grandes capacidades. Ambos com um passado pobre, conseguiram aos poucos "subir na vida", herdando a empresa do pai de ambos. Frances é uma mulher da aristocracia que infelizmente durante a sua vida sofreu desilusões e perdeu o seu estatuto, é agora uma mulher sem riqueza que procura trabalho para poder ser "independente". Josiah e Frances conhecem-se durante uma "entrevista de emprego", em que Josiah procura uma governanta (que pudesse também ensinar) e Frances procurava um emprego para poder sair do seu actual, onde se sentia quase uma "escrava". Ciente das ligações que Frances possuí através do seu tio Lord Scott, Josiah pede-a em casamento dizendo que jamais a conseguiria tratar como empregada e aponta os benefícios que ambos teriam com tal. Com ele Frances teria uma casa sua e um marido, e ele teria acesso aos círculos dos mais poderosos. Mas o destino irá ainda liga-los a Mehuru o que mudará a vida de todos os personagens. 
"Os homens importantes mandavam no porto e na cidade de Bristol. Sem eles, Josiah ficaria sempre na parte lateral da doca, à margem do negócio, como uma ratazana na corda de uma forca. Miss Scott e o seu tio, Lord Scott, abrir-lhe-iam portas que a sua determinação não bastava para franquear (...)", - Um comércio Respeitável, pág.11.


Esta é uma história de amor, ódio e negócios que pesará nos nossos corações, pois fala da época em que as pessoas encaravam o “diferente” como inferior. Neste caso, pessoas de ascendência negra como “animal” para trabalhar, que estariam desprovidos de direitos e inteligência. 
Tudo em volta e pelos negócios, estes que ainda hoje nos fazem gelar ao imaginar, mas que infelizmente eram fonte de riqueza para os envolvidos e foram um massacre para muitos. Philippa apresenta-nos assim um comércio/ negócio "respeitável" aos olhos da época, onde seria apenas mais um comerciante a tentar ganhar a vida e ascender aos círculos mais ricos e poderosos de Bristol. Uma história que nos conta até onde a ganância leva as pessoas, o preço da mesma e até onde a sociedade pode estar enganada.

You Might Also Like

0 comentários

Afiliado

Membro

Professional Reader